Missão de Observação Eleitoral da União Europeia - Guiné-Bissau 2014

No seguimento de um convite formulado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau, a União Europeia (UE) enviou uma Missão de Observação Eleitoral (MOE) para observar as Eleições Presidenciais e Legislativas de 13 de Abril de 2014.

 A MOE UE é liderada por Krzysztof Lisek, Membro do Parlamento Europeu de nacionalidade polaca.

Observadores em todo o país

A Missão é composta por uma Equipa CentralObservadores de Longo Prazo e Observadores de Curto Prazo dos Estados Membros da UE. Os observadores da MOE UE serão destacados por todo o país. Eles estabelecerão contactos com funcionários eleitorais, com candidatos e partidos políticos, representantes da sociedade civil, meios de comunicação social e eleitores da Guiné-Bissau.

O mandato da MOE UE

A MOE UE é independente e tem como mandato analisar de forma compreensiva o processo eleitoral, bem como verificar se os procedimentos aplicados estão em conformidade com a legislação nacional e com os compromissos regionais e internacionais assumidos pela Guiné-Bissau para a realização de eleições democráticas.


Mantenha-se ligado